7 coisas que a natação lhe vai ensinar sobre a vida

Partilhe:

A natação não é apenas sobre recordes, medalhas de ouro e melhores tempos. Embora isso também faça parte!

A natação, e o desporto em geral, proporciona um ambiente de prova de algumas das coisas mais importantes e críticas que leva consigo para o resto da vida.

Quer seja na sua carreira profissional, nas relações pessoais, ou mesmo em diferentes desportos, a natação vai ensinar-lhe a importância do trabalho duro, da humildade, e de ser um jogador de equipa.

 

Aqui estão 7 coisas que a natação lhe vai ensinar sobre a vida:

 

1. Tem que trabalhar duro pelo que quer

Nada que valha a pena ter na piscina ou na vida surge sem esforço (apesar do que lhe iremos dizer no ponto seguinte). Realizar coisas boas exigirá sempre esforçar-se às vezes o que parece ser superior a um nível natural de esforço.

Faça do trabalho duro um talento e nunca ficará sem sucesso na piscina e na vida.

 

2. Às vezes simplesmente não é justo

Já conhece aqueles nadadores – aparecem para treinar uma ou duas vezes por semana, mas porque foram abençoados com palas nas mãos e têm a altura de um jogador de basquetebol vão conseguir esmagá-lo de cada vez que se posiciona no bloco!

A longo prazo, uma ética de trabalho irá sempre levá-lo mais longe do que um talento natural e dotes físicos, sem esforço. Sempre.

Mas é duro recordar isso quando se está a ser arrasado por uma distância de 4 metros em 50 por aquele tipo que nunca vai treinar…

 

3. Vai aprender a lidar com contratempos e falhas

Nem sempre vai ser justo. E as coisas nem sempre vão seguir o rumo que pretendemos.

Haverá momentos em que não importa o quão duro trabalhamos, os resultados simplesmente não correspondem ao nosso esforço no treino. Ou haverá momentos que ficaremos perturbados quando subirmos ao bloco e nos sentirmos a sufocar totalmente.

Estes momentos custam, ferem, e deitam-nos um pouco abaixo.

Mas também nos ensinam a sermos mentalmente fortes. A superarmos. E a sermos humildes.

 

4. Ser uma equipa faz de todos melhores (incluindo a si)

Já se questionou porque tantos nadadores parecem ter velocidade sobre-humana quando se trata de bater pernas?

Temos a tentação de querer fazê-lo em nome próprio. Para ter confiança para dizer “fiz isto sem qualquer esforço”. Mas quando conjuga o esforço e vontade do grupo para um objectivo comum coisas incríveis começam a acontecer.

Isto já foi dito antes mas nunca é demais dizer novamente: um nadador que persegue grandeza é poderoso, mas um grupo que persegue grandeza é imparável.

 

5. É um processo

Ao longo do percurso a natação vai ensinar-lhe uma lição profundamente importante: que “querer” algo não é a mesma coisa que “conseguir” algo.

Para ser bem sucedido, para esmagar aquele recorde pessoal, tem que fazer mais do que apenas sonhar indefinidamente com isso. Mais do que escrevê-lo. E mais do que contar aos outros sobre isso. Precisa de adoptar as rotinas e hábitos diários que o vão fazer chegar lá. É necessário, por outras palavras, aprender a amar o processo de se tornar no nadador que quer ser.

A natação mostra em primeira mão que, quando dominar o processo, vai dominar o objectivo.

 

6. Vai aprender a disciplinar-se

Enquanto progride na sua carreira de nadador vai aprender a tornar-se mais dependente dos seus próprios dispositivos para permanecer no topo da sua formação.

Para alguns, o momento em que completam 18 anos e obtêm a carta de condução é o momento de viragem – acabou a chamada para o acordar forçado de manhã pelos pais!

Isto é quando a disciplina realmente vem ao de cima, o momento em que é só você e aquele despertador. Quando o calor confortável dos lençóis compete com as metas e compromissos que pensou para si.

Conquistar aquele despertador é difícil, mas uma vez conseguido, tudo o resto que vem na sua direcção vai parecer fácil em comparação.

 

7. A forma como perde é tão importante como a forma como ganha

Vencer é fantástico, e perder é horrível. Todos concordamos com isso. Mas eu acredito que a forma como o fazemos é mais importante que o resultado.

Vai perder muitas vezes ao longo de sua carreira de natação. Não tem que gostar, mas ser confiante para se apoiar na corda da pista e cumprimentar o vencedor significa que mesmo que não tenha conquistado a competição, conquistou-se a si próprio.

Da mesma forma, haverá triunfos e melhores prestações durante o seu tempo na piscina. Ser um campeão é mais do que apenas ser o primeiro nadador a chegar à parede – é ser humilde na vitória, felicitar os outros, e dar um exemplo para os que virão.

 

Artigo original de Olivier Poirier-Leroy, disponível em http://www.yourswimlog.com/7-things-swimming-will-teach-you-about-life/, traduzido e publicado por Nada+ com a sua autorização. É expressamente proibida a reprodução deste artigo, no seu todo ou em parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indique o número em falta *